segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Projeto para o início do ano letivo

| Por Kenia Amazonita

(Imagem: Shutterstock)

O que fazer com as crianças na semana de acolhimento?

Estabelecer os primeiros contatos com as crianças no novo grupo, considerando os colegas já conhecidos e os alunos vindos de outras escolas. Para tanto, sugerimos:

  • Aplicar instrumento diagnóstico (nos eixos de ling. oral e escrita; ling. matemática e corpo e movimento; apresentar relatório aos pais)
  • Confeccionar o calendário (coletivo e individual);
  • Convidar funcionários e professores de diferentes setores e áreas da escola para conhecerem a turma, sob a forma de entrevista;
  • Convidar os pais dos novos alunos para conhecer a turma;
  • Discutir a sistemática de ensino (conteúdos, procedimentos, avaliações, correções);
  • Discutir os projetos para o ano letivo com as crianças;
  • Entregar formalmente os crachás (confira multimídia);
  • Enviar tarefas para casa (1o ao 5º ano – opcional, conforme a necessidade);
  • Envolver os alunos na arrumação da sala, catalogar livros e jogos, separar e conferir materiais;
  • Estabelecer as regras de convivência do grupo a partir dos problemas que forem surgindo em sala;
  • Evitar fazer produção de texto colocando o aluno como personagem principal;
  • Iniciar os projetos (2011 – ano internacional das florestas);
  • Ler periodicamente a meditação infantil e/ou inspiração juvenil;
  • Realizar amigo-secreto ou lanche coletivo como culminância da primeira semana;
  • Realizar rodas de histórias – preferencialmente, histórias bíblicas e/ou do Nosso Amiguinho, para todas as turmas da Ed. Infantil;
  • Realizar sistematicamente a roda de leitura com os livros que as crianças trouxeram;
  • Registrar a frequência;
  • Selecionar as brincadeiras que as crianças mais gostam para serem realizadas ao longo da semana (Ed. Infantil);
  • Utilizar o caderno (agenda) de comunicados – ver normas com crianças e pais.


Como orientar os pais na primeira reunião?


• Apresentar regras de convivência das crianças na escola e procedimentos dos pais em relação à escola;
• Explicar procedimentos de correção e de avaliação das atividades;
• Definir tarefas dos fins de semana;
• Marcar encontros individuais na coordenação;
• Lembrar uso da Bíblia e dicionário em sala (Fund. I);
• Explicar sobre livros e outros materiais escolares que devem ser levados e trazidos.

O que fazer nas semanas seguintes?

- Os professores devem:
a) Conversar com as crianças sobre o que vão aprender e o que já sabem em termos de leitura e escrita. Poderão ser utilizados rótulos, logotipos, escudos, placas, livros de histórias, revistas, jornais, listas telefônicas para que as crianças demonstrem, através do seu manuseio e de questões feitas pelo professor , o grau de familiaridade com os materiais escritos;

b) Fazer um diagnóstico da leitura da criança. Ela lê somente as ilustrações? Lê a parte escrita apoiando-se na ilustração? Lê algumas palavras ou parte delas adivinhando o resto e atribuindo significado ao texto? Decodifica o texto, mas não compreende o que lê? Decodifica o texto, mas não tem fluência? Utiliza várias estratégias para construir o sentido do texto?


- Na escrita é preciso observar o que cada aluno sabe:

a) Sabe para que serve a escrita?
b) Já procura utilizá-la como forma de registro? Usa letras para escrever?
c) Relaciona o som da palavra com a escrita, mas não coloca todas as letras da palavra?
d) Utiliza as letras correspondentes ao som da palavra, embora apresente erros de ortografia?
e) Essas observações deverão ser devidamente registradas pelo professor no diário de classe.
f) As solicitações de escrita, nos primeiros dias de aula, deverão acontecer a partir da escrita dos nomes dos “cantinhos”, dos próprios nomes das crianças, das regras de convivência na realização das atividades do dia e, posteriormente, na realização das atividades previstas nos projetos.

- Contar às crianças a história da escrita e a origem do nosso alfabeto, identificando com elas as letras que já conhecem e os diferentes tipos de letras encontradas no contexto social.

- Sugere-se trabalhar o livro A aventura das letras, da Casa.


Sugestões para procedimentos gerais de sala

1. Regras de convivência

  • Formular frases de forma afirmativa;
  • Afixá-las na parede da sala;
  • Estabelecê-las na 1ª semana de aulas;
  • Colocá-las num lugar visível;
  • Propor sanções coerentes com as infrações;
  • Incluir questões que tratem do silêncio, da cortesia e do cuidado com a sala.

2. Uso da agenda ou do caderno de comunicados

  • Colocar os procedimentos de utilização na capa da agenda;
  • Utilizar a agenda para comunicados aos pais, ocorrências e advertências, questões que não dizem respeito às atividades das crianças;
  • Não esquecer de colocar a data de cada comunicado;
  • Manter a agenda na mochila permanentemente;
  • Orientar a criança no sentido de não arrancar as folhas e os comunicados.

3. Uso da agenda escolar

  • Atividades programadas;
  • Solicitação para eventos, projetos, materiais para trabalhos;
  • Deverá passar pela vistoria do professor;
  • Criança que não tem agenda – comunicar aos pais por escrito;
  • Quando a criança trouxer a agenda, deverá passar para ela as anotações do caderno;
  • A agenda deverá ser utilizada apenas pela criança;
  • Exigir da criança o cuidado e o asseio com a agenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário